Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Presidente da República saúda D. Nuno Brás pela sua designação como Bispo do Funchal e sublinha a carreira de serviço à Igreja e à comunidade

D Nuno Bras 5

O Presidente da República Portuguesa saudou a nomeação do lourinhanense D. Nuno Brás como Bispo do Funchal, anunciada este sábado pelo Vaticano, falando numa “notícia que enche de júbilo todos os portugueses, crentes e não crentes”. “Com esta nomeação, o Santo Padre procedeu à escolha de uma personalidade com uma vasta e brilhante carreira de serviço à Igreja e à comunidade, como pastor e como intelectual distinto, que, entre outras funções, foi reitor do Pontifício Colégio Português em Roma, reitor do Seminário Maior de Cristo Rei, Bispo Auxiliar de Lisboa e Bispo Titular da Diocese de Elvas”, assinala uma nota divulgada pela Presidência da República.

Marcelo Rebelo de Sousa sublinha as “qualidades humanas e morais” do novo Bispo do Funchal, manifestando admiração “pela força da sua fé e pelo exemplo do seu percurso”. “D. Nuno Brás da Silva Martins será, também ele, o comunicador perfeito que servirá modelarmente a Diocese do Funchal num tempo de grandes desafios e responsabilidades”, conclui, evocando a dissertação de doutoramento do prelado, na Universidade Pontifícia Gregoriana de Roma (1999).

O Governo Regional “congratulou-se” este sábado com a nomeação do novo bispo diocesano dirigindo-lhe, “em nome do povo da Madeira e Porto Santo, votos das maiores felicidades na prossecução da nova missão e respetiva atividade pastoral”. O executivo expressou também “gratidão e reconhecimento público” a D. António Carrilho, bispo emérito, pela “forma abnegada e empenhada com que abraçou e desempenhou a sua missão” junto da população, desde 2007.

A tomada de posse do novo bispo vai acontecer a 17 de Fevereiro, pelas 16h00, na Sé do Funchal.

Texto: Agência Ecclesia
Fotografia: Patriarcado de Lisboa