26/06/2017 - 07:56
Primeira PáginaAssinaturasContactos
  Pesquisar Notícias
Notícias
Região
Sociedade
Economia/Gestão
Saúde
Cultura

Desporto
Segurança
Agricultura
Mulher
Opinião
Igreja

Agenda
Associações
Autarquias
Bibliografia
Classificados
Discografia
Directório
Links
Lista Telefónica
Necrologia



As últimas notícias de primeira página -> http://www.alvorada.pt/rss.php

As últimas notícias de primeira página -> http://www.alvorada.pt/rss.php



Igreja

Adorar Jesus Menino é viver o Amor de Deus!

Última alteração dia
2010-12-25 às 00:00:00


Imprimir NotíciaAdorar Jesus Menino é viver o Amor de Deus!

O Natal é um extraordinário dom do Amor de Deus! Jamais passaria pela mente humana que Deus se fizesse homem. E mesmo que esse facto acontecesse, que Ele assumisse a condição humana no seio de uma mulher e quisesse nascer no meio dos pobres, dos excluídos e rejeitados da sociedade.


O mistério da Encarnação de Jesus é um acontecimento que só pode abraçar e viver quem conhece o amor e se quer deixar amar. A maravilha e a beleza do Natal está no facto de se encontrar repleto de humanidade e de densidade de relação! Ao olharmos para as mais diversas representações do nascimento de Jesus, para além do aspecto artístico e cultural que cada uma contém, vemos que o que é comum a todas é que mostram pessoas reunidas e centradas em redor de uma criança.

De facto trata-se da Vida que dá sentido à vida. O nascimento de uma criança é sempre um dom de Deus, mas no nascimento de Jesus é o próprio Deus que se faz Dom. Deus que é comunhão de pessoas de natureza divina, assume a condição humana no seu Filho Jesus, para que por Ele, na relação de intimidade e experiência do próprio dom da sua Vida toda a pessoa humana possa viver a plenitude do Amor que o próprio Deus é em si e para todos.

Deus que nos criou e conhece nos mais íntimos anseios e desejos de coração, que sabe o quanto queremos viver o amor e vagueamos numa busca absurda das suas caricaturas, que respeita a nossa liberdade mas não desiste de nos mostrar o caminho, sempre se mostrou presente na história, colocando nela sinais, permitindo acontecimentos, inspirando pessoas para que o homem pudesse ser feliz. A verdade é que ninguém pode ser feliz sozinho, e a felicidade plena e verdadeira só se encontra na contemplação e visão de Deus, que no presépio de Belém se revela a quem O quiser adorar. O Natal de Jesus é a realização divina do desígnio de salvação do homem. Estar diante do presépio, contemplando aquele menino deitado numa manjedoura sob o olhar enternecido de seus pais, observando todos aqueles que acorrem para aquele lugar santo conduzidos por uma estrela, há-de suscitar em mim a surpresa e o encantamento de como também eu preciso conhecer, viver e experimentar o Amor de Deus.

O nosso mundo pode ser, por vezes, e agora o é de uma forma assustadora, lugar de tristeza e angústia, de horror e maldade, incompreensão e vazio, mas a verdade é que Deus não está longe, não se esquece nem desiste do homem, vem ao seu encontro e nasce em Belém. O nascimento de Jesus que celebramos e actualizamos no hoje, porque é um dom que acontece no tempo mas que é intemporal, torna este mundo lugar de alegria e esperança, de beleza e bondade, de comunhão e plenitude. A cada um de nós cabe a tarefa de não ficar preso das suas incapacidades ou das injustiças dos outros, e aprender a Adorar Jesus Menino.

Deixar os seus espaços de conforto ou de desolação, e ir ao encontro daquele que nasce para se encontrar comigo. O caminho de felicidade e plenitude para cada homem e mulher, de todos os tempos, é Jesus. Adorar Jesus é reconhecer o quanto sou amado para que esse Amor me transforme, me inspire e capacite para viver na mesma densidade de existência: a minha vida só fará pleno sentido quando for vida para os outros.

A todos desejo um Santo Natal! Desejo que aprendam a adorar e adorem Jesus Menino, e só a Ele. A felicidade, não está nas coisas, nem na satisfação imediata dos afectos e das necessidades básicas da nossa humanidade, ou em qualquer outra mentira e engano que nos tenha sido ensinado, mas vive-se e experimenta-se em Deus que nos ama, a cada um de forma única, e por isso, se faz homem nascendo da Virgem Maria.

Adora porque és amado! Adora para aprenderes a amar!

Pe. Ricardo Franco




Voltar     Topo


CotoNet, Lda