Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Juventude Socialista volta a organizar SummerFest em Santa Cruz que junta "música e comédia" a debate político

jssummerfest2022

A Juventude Socialista volta a organizar este ano o SummerFest, entre 25 e 28 de Agosto, em Santa Cruz, um festival que irá juntar concertos e debate político, pretendendo dar especial ênfase à democracia, clima e saúde.

Depois de ter sido interrompido durante dois anos devido à pandemia, o festival da Juventude Socialista (JS) regressa este ano ao antigo Campo de Tiro de Santa Cruz, no concelho de Torres Vedras, tendo como objectivo colocar na agenda “o combate pela democracia, o clima e a neutralidade carbónica, e a saúde mental”.

Criado em 2009, a edição deste ano do SummerFest pretende ser a “mais ambiciosa da sua história”, segundo um comunicado da JS, misturando artistas como Agir ou o comediante Manuel Cardoso a várias personalidades políticas e da sociedade civil.

Os ministros Duarte Cordeiro, Ana Mendes Godinho e Marta Temido irão participar no festival - com intervenções ou debates dedicados ao clima, Estado Social ou Serviço Nacional de Saúde (SNS) -, acompanhados por personalidades fora do actual espetro político socialista, como o antigo ministro do PS Paulo Pedroso - que abandonou o partido em 2019 -, o jornalista Daniel Oliveira ou a advogada Leonor Caldeira.

Citado no comunicado, o secretário-geral da JS, Miguel Costa Matos, indica que “há 13 anos que o convívio permite sempre aprofundar a reflexão política e preparar a luta por novas causas”.

Este ano juntamos música e comédia à discussão sobre o estado social, o populismo e o clima num programa que promete criar memórias e deixar um lastro na transformação da sociedade portuguesa”, indica Miguel Costa Matos.

As portas do festival abrem no dia 25 às 14h30 e a inscrição é feita mediante o pagamento de 10 euros para militantes da JS e de 15 euros para não-militantes.

Texto: ALVORADA com agência Lusa