Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Calor regressa na próxima semana e hoje há risco elevado com a radiação ultravioleta

Praia de Porto Dinheiro

O calor vai regressar ao continente na próxima semana com as temperaturas máximas a subir para as médias da estação, ainda que neste fim-de-semana a nebulosidade alta marque presença durante a manhã, avançou fonte do IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Para este sábado há “uma melhoria considerável do estado do tempo relativamente ao dia de hoje. Temporariamente com alguma nebulosidade alta no norte e centro, e no litoral a norte do Cabo Raso. Para quem está na praia nesses locais terá nebulosidade matinal que tende a dissipar gradualmente ao final da manhã”, explicou à agência Lusa, a meteorologista Maria João Frada. Na costa sul do Algarve, e ao contrário do dia de hoje, sábado irá apresentar-se com céu pouco nebulado ou limpo e com subida dos valores da temperatura máxima.

Para domingo, e de acordo com as previsões, “poderá haver um ou outro aguaceiro disperso, estando também reunidas condições para trovoadas no norte e centro”, sendo que as temperaturas máximas “descem um pouco”. “Na segunda feira e, em especial na terça, teremos uma subida gradual das temperaturas máximas, que podem atingir os 30 a 35 graus no interior do Alentejo, na Beira Baixa, no Vale do Tejo: Santarém, na região de Lisboa e Setúbal. No restante território [as temperaturas] vão variar entre 25 e 30 graus”, especificou Maria João Frada.

Para o dia de hoje, o IPMA prevê chuva fraca até ao final da manhã e uma pequena descida de temperatura, em especial da máxima. As temperaturas máximas vão oscilar entre os 29º, em Beja, Santarém e arquipélago da Madeira, e os 21º, na Guarda e em Viseu, ao passo que as mínimas vão variar entre os 12º na Guarda, e 24º, no Funchal. Para a Lourinhã é esperada a máxima de 23º e a mínima de 18º.

Entretanto, a região Oeste apresenta durante o dia de hoje um risco muito elevado de exposição aos raios ultravioleta. São treze os distritos do país e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores que estão hoje em risco muito elevado de exposição à radiação UV, avisa IPMA. As zonas do país que apresentam maior risco de exposição à radiação UV são o distrito da Guarda e a ilha do Porto Santo, classificados com nível 10 de risco, o segundo mais gravoso numa escala que vai de 1 a 11, sendo este último considerado "risco extremo". Igualmente com risco muito elevado de exposição à radiação, embora oscilando entre os níveis 8 e 9, estão os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Santarém, Portalegre, Leiria, Castelo Branco, Coimbra, Aveiro, Viseu, Bragança, Vila Real, Funchal, e as ilhas das Flores, Faial e Terceira, nos Açores. No resto do país, o risco de exposição aos UV anda entre o elevado (Viana do Castelo, Braga, e ilha de São Miguel) e o moderado (Évora e Beja).

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo). O cálculo é feito com base nos valores observados às 13h00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

Texto: ALVORADA com agência Lusa
Fotografia: Paulo Ribeiro/ALVORADA (arquivo)