Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Assinatura Digital

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

45º Troféu Joaquim Agostinho regressa hoje à estrada: Lourinhã garante meta volante

Trofeu Joaquim Agostinho

Tem início esta quinta-feira mais um Grande Prémio Internacional de Ciclismo - Cidade de Torres Vedras/ Troféu Joaquim Agostinho 2022, que decorre até ao próximo dia 2 de Julho. Organizada uma vez mais pela União Desportiva do Oeste, com o apoio do Município de Torres Vedras, a prova que honra a memória do grande ciclista português Joaquim Agostinho, promete muita animação durante as quatro etapas que compõem este grande troféu do ciclismo nacional.

A 45ª edição será disputada da seguinte forma:

30 de Junho: Prólogo Turcifal/ Turcifal (8km). A competição será iniciada, com o primeiro ciclista a iniciar o seu percurso por volta das 17h00. No final da tarde ficará a saber-se quem partirá de amarelo para a 1ª etapa.

1 de Julho: 1ª Etapa - São Mamede da Ventosa/Sobral de Monte Agraço (150,8 km). A primeira etapa será disputada a partir da Adega São Mamede da Ventosa, iniciando-se uma viagem de quase 151 quilómetros com destino final em Sobral de Monte Agraço. À tradicional passagem pela Praia de Santa Cruz e pela Silveira, terra do malogrado ciclista, junta-se a novidade de uma contagem de montanha em plena cidade de Torres Vedras, no Alto da Encosta de São Vicente. Esta etapa assinalará a primeira passagem pelo concelho da Lourinhã, com os ciclistas a entrarem por Ribamar por volta das 14h00, seguindo em direcção à Ventosa, Fonte Lima e Vimeiro. A etapa terá três contagens de montanha de 3ª categoria, três metas volantes e uma provável chegada ao ‘sprint’, onde são esperadas troca de camisolas no pelotão.

2 de Julho: 2ª Etapa - Atouguia da Baleia/Torres Vedras (143,2 km). O pelotão inicia o percurso na Atouguia da Baleia, pelas 12h10, percorrendo várias aldeias do concelho de Peniche, descendo depois para o concelho da Lourinhã com passagem pelo Seixal e meta-volante no interior da vila da Lourinhã, prevista para as 13h15. Depois de percorridos 55 quilómetros entre os concelhos de Peniche e Lourinhã, o pelotão entrará em território torriense para pedalar o que resta dos 143,2 quilómetros da etapa, que terá o seu epílogo no tradicional Circuito de Torres, em horário previsto para as 15h00. Os ciclistas farão uma primeira passagem pela meta, sendo a etapa concluída na terceira passagem, após a dureza do circuito efectuado com as tradicionais subidas ao Varatojo e Serra da Vila, a provocar sempre grandes diferenças na classificação geral.

3 de Julho: 3ª Etapa - Foz do Arelho/Alto do Montejunto (174,8km). Para o último dia está anunciada a etapa-rainha da prova, que terá o seu início na Lagoa de Óbidos, fronteira entre os concelhos das Caldas da Rainha e de Óbidos, cenário perfeito para dar início a uma jornada que se prevê escaldante. A animação chega logo ao quilómetro 3,8, ainda na Foz do Arelho, com a primeira das três metas volantes do dia. Quando for alcançado o 35º km da tirada, o pelotão estará no ponto mais a norte da desta edição: a vila da Nazaré. Será na terra de pescadores e ondas gigantes que estará instalado o primeiro dos dois pontos quentes desta etapa, o outro será disputado no Cadaval e a partir daqui é sempre a subir até ao Montejunto. Até ao alto, serão cinco os prémios de montanha nos últimos 80 quilómetros: um de 2ª, dois de 3ª e mais dois de 1ª categoria para terminar em apoteose e decidir quem vai envergar a coroa de louros do Troféu Joaquim Agostinho.

Texto: ALVORADA
Fotografia: Direitos Reservados (arquivo)