Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Lourinhã marca presença na FIA – Feira Internacional do Artesanato em Lisboa

fia

Lourinhã é um dos concelhos representados na FIA 2019, que decorre a partir de hoje e até 7 de Julho na FIL – Feira Internacional de Lisboa, no Pavilhão de Portugal, reunindo o artesanato e os artesãos de norte a sul do país. O Município da Lourinhã, através da edilidade, leva à FIA sobretudo doçaria regional e bebidas. A Adega Cooperativa da Lourinhã tem presente a Aguardente DOC Lourinhã, a Casa da Cerveja Artesanal algumas das suas produções como as cervejas de abóbora, ‘Wellington’ e ‘Batalha do Vimeiro’, bem como doces como compotas de pera, abóbora e figo e, ainda, a Natinhas do Céu com os seus pastéis ‘Reguengos’.

Outras empresas presentes tiveram os seus produtos nomeados ao concurso ‘7 Maravilhas Doces de Portugal’, como a Abóbora & Maçã’S, a Doce Lourinhã, que apresentou a concurso a tarte Dª Isabel, e a Casa Doces e Licores da Thema, com doce de abóbora, doce de Pera Rocha e uvada e ainda a Pastelaria Lourinius, com os pastéis de Aguardente da Lourinhã. 

O convidado especial desta edição é o Município de Caldas da Rainha, que, segundo a organização, “é um centro de produção artesanal e apresenta o melhor do artesanato popular, possuindo no seu património diferentes tipos de peças que são reconhecidamente do agrado dos portugueses, seja pela sua conotação humorística ou pela simbologia de reacção ao sistema”.  Caldas da Rainha está assim destacada no pavilhão do artesanato português, que reúne 235 entidades, empresas e artesãos a título individual, com o objectivo de promover e divulgar o que de melhor se faz no artesanato português e servindo de montra para os artesãos portugueses mostrarem o seu trabalho.

A FIA 2019 ocupa três pavilhões da FIL, com Portugal representado em pleno no pavilhão 1, do artesanato nacional. Para além da presença dos Açores, que se representa assiduamente na FIA, a Madeira regressa à Feira Internacional do Artesanato alguns anos depois, possibilitando a mostra alargada do artesanato português de norte a sul e ilhas.

Também o IEFP confirmou a sua presença, trazendo à FIA cerca de 160 artesãos portugueses. O pavilhão 2 é dedicado exclusivamente ao artesanato internacional, com mais de 40 países representados, provenientes da América do Sul, África, Ásia e Europa, num total de mais de 300 expositores.  A área gastronómica da FIA pode ser encontrada no pavilhão 3, com uma rota de restaurantes, tasquinhas tradicionais e um mercado ‘gourmet’.

Promover o artesanato é também possibilitar ao visitante a hipótese de comprar peças únicas a preços exclusivos, sejam echarpes, biquínis, tapeçaria, tecidos, bijuteria, marroquinaria, peças de vestuário e de artesanato, entre outras. O factor distinto e personalizado destaca-se, uma vez que na FIA é possível adquirir peças feitas ao gosto pessoal do visitante.

A FIA tem presente mais de 600 expositores, sendo por isso a maior feira de artesanato da Península Ibérica e uma das maiores da Europa. Está aberta todos os dias de 29 de Junho a 7 de Julho das 15h00 às 24h00 - o pavilhão 3, da gastronomia, está aberto a partir das 12h30. Os bilhetes podem ser adquiridos ‘online’, a sete euros, com desconto em relação aos bilhetes adquiridos nas bilheteiras da FIL. Existe também desconto para jovens e seniores (apenas se comprados nas bilheteiras físicas) e ‘packs’ familiares de três e quatro pessoas (se comprados ‘online’).

Texto ALVORADA