Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Greve: é possível fazer abastecimentos em todos os postos do concelho da Lourinhã

posto de combustivel 10 mohamed Hassan

Neste terceiro dia da greve dos motoristas de matérias perigosas, o impacto no concelho da Lourinhã é esta quarta-feira mais reduzido do que nos primeiros dias, tendo em conta que se processaram durante os primeiros dois dias alguns reabastecimentos aos postos mais afectados. Há pequenos constrangimentos mas é possível ir abastecer a todos as 11 bombas espalhadas pela área do nosso município.

Numa ronda que efectuámos junto das estações de abastecimento, a situação esta tarde era a seguinte:

Lourinhã - BP: com todos os combustíveis; GAO - Garagem Avenida do Oeste: com todos os combustíveis excepto a gasolina 98; Galp - Louricoop: tem todos os combustíveis e houve hoje reabastecimento de gasóleo agrícola; Repsol: tem todos os combustíveis; Intermarché: tem todos os combustíveis; Agriloja - Repsol: tem todos os combustíveis.

Prio Santa Bárbara: tem todos os combustíveis e registou hoje um reabastecimento.

Moita dos Ferreiros: Galp - Louricoop: tem todos os combustíveis e foi reabastecido com gasóleo rodoviário;

Vimeiro - Revendedor Galp: tem todos os combustíveis e registou hoje um reabastecimento;

Marteleira - Repsol: tem todos os combustíveis excepto gasolina 98 e registou hoje um reabastecimento;

Reguengo Pequeno - OZ Energia: tem apenas gasóleo normal e gasóleo agrícola e não há perspectiva de reabastecimento.

A afluência por parte dos automobilistas às bombas tem variado de acordo com a estação de serviço mas tem sido o normal e não se registaram filas.

Recorde-se que no posto do Intermarché da Lourinhã, por integrar a REPA - Rede de Emergência de Postos de Abastecimento, tendo, por isso, uma categoria prioritária para ser reabastecida, tem algumas restrições para os consumidores, nomeadamente só pode vender 15 litros por viatura durante o período de greve. Já as restantes bombas, por imposição legal, o consumo está restrito a 25 litros por viatura ligeira e a 100 litros por viatura de mercadorias.

Os postos de combustíveis têm agora a obrigação de reportar três vezes por dia sobre o ponto da situação dos respectivos ‘stocks,’ à ENSE - Autoridade Nacional para o Sector Energético que está a fazer a monitorização nacional dos efeitos da greve dos motoristas de matérias perigosas.

Texto: ALVORADA
Ilustração: Mohamed Hassan (Direitos Reservados)